Quinta-feira, 25 de abril de 2024

Psoríase: o que é, quais os tipos, sintomas, causas e tratamentos

A psoríase é uma doença autoimune, inflamatória e não contagiosa da pele. O próprio sistema de defesa do corpo começa a atacar as células dermatológicas por algum motivo, causando lesões. Ela acomete todas as faixas etárias e os dois sexos, mas é mais comum em adultos jovens. Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) apontam que afeta 2 milhões de pessoas no nosso país.

De acordo com o dermatologista Ricardo Romiti, coordenador da Campanha Nacional de Psoríase da SBD, ainda não se conhece exatamente qual a sua causa. Sabe-se apenas que ela está relacionada a fatores genéticos e imunológicos de cada indivíduo.

“Além disso, alguns gatilhos desencadeiam ou agravam crises: estresse, infecções, banhos longos e muito quentes, uso de certas medicações e o tempo frio”, enumera Romiti.

Tipos de psoríase

Os sintomas de psoríase variam conforme o tipo da doença (e sua intensidade). Veja os principais:

Psoríase em placas ou vulgar: Representa 90% dos casos. Acomete preferencialmente couro cabeludo, cotovelos, joelhos e dorso, e se manifesta através de lesões avermelhadas e elevadas, cobertas por escamas esbranquiçadas.

“Elas se desprendem com facilidade da pele, espalhando-se pelas roupas e objetos de contato diário, como pentes”, relata Romiti. As rachaduras vêm acompanhadas de dor e coceira.

Psoríase ungueal: as lesões aparecem nas unhas das mãos e pés, levando-as a crescerem de forma desigual. As unhas chegam a ficar deformadas e mudam de cor. Há também a psoríase palmoplantar: a palma das mãos e a sola dos pés são atingidos pelas placas.

Há também a psoríase invertida: as manchas vermelhas afetam áreas do corpo que suam mais (axilas, embaixo dos seios, virilha e dobra dos joelhos e cotovelos). Outra é artropática ou artrite psoriásica: às vezes, a inflamação se espalha por outras partes do corpo além da pele, chegando às articulações. Os sintomas são os mesmos da artrite comum (dor, inchaço e rigidez nas juntas). Esse quadro tende a demorar mais para aparecer.

Psoríase pustulosa: são as mesmas lesões da versão vulgar, porém acompanhadas de bolhas com pus. Surgem no corpo todo ou só de forma localizada. Psoríase gutata: É caracterizada por manchas menores e mais finas que a vulgar, em formato de gota. São comuns em crianças e adultos jovens, aparecendo no tronco, nos membros e no couro cabeludo.

Psoríase eritrodérmica: O corpo inteiro é acometido por manchas vermelhas que coçam e ardem intensamente. Por sorte, esse é o tipo mais raro.

Diagnóstico

A confirmação do problema acontece, em geral no próprio consultório médico. Dermatologistas estão preparados para reconhecê-lo. “Em alguns casos, também é necessário realizar uma biópsia da pele para afastar a possibilidade de outras doenças”, acrescenta Romiti. Se apresentar sintomas suspeitos, consulte um médico.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

A influência dos fisiculturistas nas redes sociais
WhatsApp lança “supergrupos”, mas Brasil só terá recurso em 2023
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play