Domingo, 03 de julho de 2022

loader

Rio Grande do Sul registra primeira neve de 2022 nesta terça; vento deve se intensificar e castigar o Estado

A cidade de São José dos Ausentes, na Serra, registrou a primeira neve no Rio Grande do Sul nesta terça-feira (17), conforme a Climatempo. O município de 3,5 mil habitantes fica a 290 km de Porto Alegre.

A estação meteorológica do Inmet na cidade registrou temperatura de 2°C e sensação térmica de -20.7°C.

A presença da massa de ar polar deixa as temperaturas muito baixas por todo o Rio Grande do Sul. Também há risco de ocorrência de outros fenômenos climáticos, como geadas no oeste e sudoeste do Estado na sexta (20) e no sábado (21), com maior amplitude térmica.

Em São José dos Ausentes e em outras localidades do Estado, como Cambará do Sul, também houve registro de chuva congelada.

Vento deve se intensificar

De acordo com a MetSul Meteorologia, o centro do ciclone vai avançar de Sul para Norte pelo Leste do Rio Grande do Sul na noite desta terça (17). O pior do vento “ainda está por vir”: deve chegar entre o meio da tarde e o começo da noite no Sul gaúcho, à noite e no começo da quarta na Lagoa dos Patos e na região de Porto Alegre, no fim do dia e na madrugada no Litoral Norte e no início da quarta (18) no Sul de Santa Catarina.

O vento já sopra forte a intensamente no Rio Grande do Sul. Ao meio-dia, as rajadas de vento no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, atingiam 72 km/h. Em outros pontos da cidade, o vento era ainda mais forte com rajadas de 80 km/h a 90 km/h. Já há queda de árvores na cidade. As rajadas atingem até 70 km/h também em pontos do Vale do Rio Pardo.

O meteorologista Luiz Fernando Nachtigall adverte que o pior ainda está por vir. “Estamos com rajadas por vezes intensas apenas com a aproximação de Yakecan, mas será principalmente na noite de hoje que teremos as rajadas mais intensas e com maior potencial de danos e transtornos para a população como falta de luz”, alerta Nachtigall.

“O centro do ciclone ao meio-dia estava a Sudeste do Chuí e entre a tarde e a noite de hoje e o começo da quarta o centro do ciclone vai avançar de Sul para Norte, margeando o Leste do Rio Grande do Sul, o que vai gerar rajadas muito intensas e com força de furacão em alguns pontos”, enfatiza o meteorologista sênior da MetSul.

Nachtigall observa que a chuva ainda não chegou em muitas cidades e que a intensificação do vento vai se dar com a chegada da chuva que virá com as bandas de nebulosidade do vórtice da tempestade Yakecan e a passagem do centro da tempestade pelo Leste gaúcho.

Há risco de chuva localmente forte a torrencial em alguns pontos. Em áreas de maior altitude do Estado, a chuva pode ser congelada. Com base nas velocidades de vento observadas durante a manhã, a MetSul atualizou a projeção de vento para cima em algumas localidades, incluindo Porto Alegre.

Mantém-se a tendência de o Sul e o Leste gaúcho serem as áreas mais afetadas pela tempestade Yakecan. O vento, em média, no Sul e no Leste gaúcho deve atingir 80 km/h a 100 km/h, mas vários pontos devem ter rajadas de 100 km/h a 120 km/h com risco de marcas isoladas na Lagoa dos Patos e na costa de até 130 km/h ou 140 km/h.

A região de Mostardas a Palmares do Sul e Cidreira deve ser a com vento mais intenso, com força de furacão em alguns momentos. Esta região entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico que vai de Rio Grande à área de Palmares do Sul, Quintão, Pinhal e Cidreira deve ser a mais castigada por vento com rajadas com força de furacão (acima de 120 km/h em alguns momentos).

Em Porto Alegre, a estimativa da MetSul é de rajadas, em média, de 80 km/h a 100 km/h, mas, adverte-se, a topografia da cidade (morros e prédios que canalizam vento) e a presença da lagoa ao Sul e do Guaíba a Oeste podem resultar em vento de 100 a 120 km/h, sobretudo em pontos mais ao Sul da cidade e próximos da Lagoa dos Patos. Cidades mais ao Sul da área metropolitana como Guaíba, Eldorado do Sul e Viamão podem igualmente ter vento muito forte perto e acima de 100 km/h.

O Vale do Sinos, pelo seu relevo, costuma ter vento menos forte. O Litoral Norte gaúcho, de maior população que o Sul, terá vento muito forte a intenso com rajadas localmente extremamente fortes e com potencial de danos. São esperadas rajadas perto ou acima de 100 km/h e potencialmente mais intensas em praias e municípios mais ao Sul da região.

Em alguns balneários, o vento pode ficar entre 110 km/h e 120 km/h na beira da praia. Mais ao Norte, embora se preveja vento muito forte a intenso em alguns momentos, as rajadas seriam menos violentas que em praias mais ao Sul da região, embora possam passar de 100 km/h em alguns pontos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Assembleia de SP cassa direitos políticos de Arthur do Val, que fica inelegível por 8 anos
Hospital Vila Nova, na Capital, ganha mais 40 leitos pediátricos pelo SUS
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play