Sábado, 13 de julho de 2024

SEGURANÇA PÚBLICA

O Rio Grande do Sul registrou queda recorde no número de homicídios e roubos em março. Na comparação com o mesmo período de 2023, os homicídios caíram 40%, passando de 172 para 103. O número é o menor em relação a qualquer outro mês desde o início da série histórica.

“Ao se considerar os recordes de baixas nos roubos a pedestres e de veículos, março pode ser considerado o mês mais seguro no Estado desde 2010, quando os dados começaram a ser mensurados”, informou o governo gaúcho.

Os dados foram divulgados pela Secretaria da Segurança Pública nesta quinta-feira (4). “As ações integradas da Brigada Militar e da Polícia Civil têm sido essenciais para a redução dos crimes no Estado. Destaco o trabalho de cada homem e mulher da segurança pública para a obtenção dos resultados e reforço que vamos apertar ainda mais o cerco contra o crime organizado para reduzir os índices ainda mais”, disse o titular da pasta, Sandro Caron.

Esse é o segundo mês consecutivo que o RS apresenta queda nos homicídios. Porto Alegre segue sendo o grande destaque positivo, com 73% de redução em relação a março de 2023. Outros municípios apresentaram quedas expressivas, como Passo Fundo (64%) e Tramandaí (83%).

No primeiro trimestre de 2024, foram registrados 52 casos a menos do que no mesmo período de 2023, uma queda de 10%.

Outro crime que preocupa a população gaúcha e as forças de segurança, o latrocínio (roubo seguido de morte) não teve variação estatística em março, quando foram registrados seis casos – a mesma quantidade do que em igual período de 2023. No primeiro trimestre, o índice teve redução de 31%. Foram 16 casos em 2023 contra 11 em 2024.

Feminicídios

Em comparação com o mesmo período do ano passado, os feminicídios tiveram uma queda de 70% em março. Enquanto em 2023 foram registrados dez casos de mortes de mulheres em razão de gênero, neste ano foram três. Nenhuma das vítimas estava sob medida protetiva de urgência. No trimestre, a redução foi de 19%, comparando os 26 registros de 2023 com as 21 ocorrências em 2024.

Roubos

Pela sétima vez consecutiva, o número de roubos a pedestres foi o menor já registrado na série histórica no Estado. Os 1.411 casos verificados em março significam uma redução de 44% em comparação com o mesmo mês de 2023.

Os roubos de veículos também tiveram o menor total em relação a qualquer mês já registrado. Foram 211 casos contabilizados em março, uma redução de 48% ante o mesmo período de 2023. O trimestre também encerrou em queda. Enquanto no ano passado mais de 1 mil veículos haviam sido roubados, no primeiro trimestre de 2024 foram registrados 759 casos, uma queda de 37%.

Em Porto Alegre, houve 73 registros de roubos de veículos no mês passado, uma redução de 54% em comparação com os 157 casos registrados no mesmo período de 2023. Assim como no Estado, esse é o menor total da série histórica também na Capital.

As ocorrências em estabelecimentos comerciais e no transporte coletivo também tiveram importante baixa em março. A redução de ocorrências no comércio foi de 29%. No transporte público, a queda foi mais expressiva, com 66% de redução.

Abigeato

Tanto o mês de março quanto o primeiro trimestre terminaram com quedas expressivas nas ocorrências de abigeato (furtos e roubos de gado). No mês passado, a redução foi de 29%. Desde janeiro, esse tipo de crime acumula queda de 26,5%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Com novo presidente polígamo, Senegal tem duas primeiras-damas
Operação Casa Fantasma combate o golpe do falso aluguel de residências no litoral gaúcho
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play