Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Sindienergia participa de missão que busca investimentos em energias renováveis para o Rio Grande do Sul

Na próxima semana, de 15 a 19 de abril, o Sindienergia-RS (Sindicato das Indústrias de Energias Renováveis do Rio Grande do Sul), em parceria com o governo do Estado e a Frente Parlamentar Pró-Energias Renováveis, promoverá uma missão com o objetivo de atrair investimentos significativos em energias renováveis para a região.

A iniciativa ganha destaque com o anúncio previsto de novos investimentos no Rio Grande do Sul pela empresa europeia Nordex. Esses planos serão revelados durante a visita às instalações e unidades de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, fabricação, montagem de aerogeradores e eletrolisadores da Nordex, na Alemanha e Espanha. Na ocasião, está prevista a assinatura de um memorando de entendimento entre a empresa e o Estado.

“A expectativa, além do anúncio da planta de torres de concreto utilizadas para a geração eólica, é de ter uma unidade industrial da Nordex no Rio Grande do Sul, ampliando o potencial de geração de empregos e o desenvolvimento econômico local”, disse o diretor do Sindienergia-RS, Guilherme Sari. Ele ressalta que a missão visa fortalecer os laços com a Nordex e ampliar oportunidades de investimento que possam impulsionar o setor de energias renováveis no Estado.

“Nosso objetivo vai além da energia eólica. Estamos comprometidos em fortalecer toda a cadeia produtiva das energias renováveis, incluindo o segmento do hidrogênio verde”, afirma Sari, que participará da comitiva com o governador Eduardo Leite, o chefe da Casa Civil, Artur Lemos, secretários de Estado, lideranças do legislativo gaúcho e empresários.

A Nordex, de origem dinamarquesa e com matriz na Alemanha, é um dos maiores fabricantes de aerogeradores do mundo e está investindo forte em hidrogênio verde por meio de joint ventures, uma delas com a empresa Acciona. “Vamos abordar o nosso plano de desenvolvimento para o Brasil, em especial para o Rio Grande do Sul”, adiantou o gerente de vendas da Nordex Energy Brasil, Robertison Brito.

“Sabemos da importância de uma empresa como a Nordex no que diz respeito ao impacto econômico, ambiental e social para o Rio Grande do Sul e, por isso, planejamos e apoiamos esta missão, com o objetivo de reiterar nosso interesse em permanecer no Brasil e investir no Estado”, afirmou Brito.

Durante a missão, está prevista a visita à Nordex Academy, uma unidade especializada em treinamento técnico para profissionais do setor eólico, reforçando o compromisso da empresa com a capacitação e o desenvolvimento da mão de obra.

Sobre a Nordex

A Nordex está há mais de uma década presente no Brasil, com fábricas de torres no Rio Grande do Norte e na Bahia. Nesse período, entregou cerca de 1 mil estruturas dessa natureza. Está em operação no País aproximadamente 4GW e chegará até 5GW no final deste ano. A empresa está empenhada em expandir suas operações com a plataforma Delta 4000.

“A nossa máquina da plataforma Delta 4000 mostrou-se muito sólida, competitiva e confiável para o Brasil. É uma máquina com rotor de 163 metros de diâmetro, com altura de hub de 120 metros e torres de concreto”, explicou Robertison Brito.

De acordo com o gerente de vendas da Nordex Energy Brasil, já está em operação na Europa as máquinas de torre híbrida de 168 metros de altura de hub, onde 100 metros são de concreto e 68 metros em aço. “Uma outra realidade na Europa com planos para o Brasil é a máquina com rotor de 175 metros, com maior área de varredura e que certamente será um diferencial para os ventos da região Sul”, relatou.

O Grupo Nordex vem investindo no mercado do hidrogênio verde por meio de duas joint ventures: Nordex H2 S.L e a Nordex Electrolyzers. A primeira é formada com a empresa Acciona para a fabricação de eletrolisadores, um componente-chave na produção de hidrogênio verde. A segunda é com a Sodema e visa o desenvolvimento de grandes ativos de tecnologia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Acontece

Governo pede ao Supremo “inconstitucionalidade” em leis que facilitam porte de armas no Rio Grande do Sul
Porto Alegre conhece o Programa de Atenção à Saúde da População Trans
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play