Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

Suspeito preso é formalmente acusado por sequestro de menina de 4 anos na Austrália

O suspeito preso após Cleo Smith ser encontrada foi formalmente acusado pelo sequestro da menina de 4 anos. A criança ficou desaparecida por 18 dias, após ser levada da tenda onde acampava com a família nos arredores de Carnarvon, na Austrália Ocidental, no dia 16 de outubro. Uma recompensa de quase US$ 1 milhãoes de dólares chegou a ser oferecida por informações que levassem ao paradeiro da menina.

O acusado foi identificado como Terence Darrell Kelly, de 36 anos. Ele estava com Cleo na casa onde ela foi encontrada na madrugada de quarta-feira (terça-feira, 2, no Brasil) e foi conduzido para a delegacia sob custódia.

Nesta quinta (4), a polícia divulgou uma comunicado informando que ele foi acusado de “vários crimes”, incluindo uma acusação por levar à força uma criança com menos de 16 anos. Ele já passou por uma audiência de custódia no Tribunal de Carnarvon e será mantido sob custódia por quatro semanas, enquanto aguarda julgamento.

“Dado que este assunto está agora perante o tribunal, a polícia não pode fazer mais comentários sobre as acusações nesta fase”, informou a polícia em comunicado.

Ferimentos na cabeça

Na quarta, o criminoso foi levado para um hospital após sofrer ferimentos na cabeça enquanto estava dentro de sua cela. Conforme a polícia, foi o próprio suspeito quem se machucou. Ele já recebeu alta da unidade de saúde.

A polícia ainda não sabe se o suspeito preso é a mesma pessoa que dirigia um carro nos arredores do acampamento na madrugada que Cleo desapareceu. Havia a suspeita de que a menina teria sido levada do acampamento neste veículo.

“Isso ainda não foi confirmado, mas certamente diríamos que aquele carro era uma peça significativa na investigação”, ressaltou o Detetive Superintendente Rod Wilde, que liderou a operação.

Resgate

A menina foi encontrada pelos oficiais em uma casa na pequena cidade de Carnarvon, na Austrália.

Um vídeo, gravado pelos agentes, registrou o momento em que um policial pegou a criança e perguntou: “Qual é o seu nome?” Ela então respondeu:” Meu nome é Cleo”.

O resgate de Cleo Smith ocorreu mais de duas semanas depois que ela desapareceu da barraca de sua família em um acampamento remoto em Quobba Blowholes, um ponto turístico popular na costa do país, cerca de 950 quilômetros ao norte de Perth.

O desaparecimento de Cleo desencadeou uma busca policial massiva que, inicialmente, cobriu vários quilômetros quadrados ao redor do local e depois se estendeu por todo o país.

A polícia disse que as evidências os levaram àquela casa específica, a uma curta distância de carro da residência da família, onde os pais de Cleo passaram semanas esperando ansiosamente por atualizações sobre a investigação policial.

“Estávamos procurando uma agulha em um palheiro e a encontramos”, disse o subcomissário de polícia Col Blanch à rádio local 6PR.

Os policiais entraram na casa trancada e encontraram Cleo sozinha em um dos quartos, disse Blanch. “Quando ela disse ‘Meu nome é Cleo’, não acho que houve um olho seco na casa”, acrescentou.

“Vi detetives experientes chorando abertamente de alívio. Estou sem palavras, o que é muito raro. Isso é algo que todos esperávamos em nossos corações e se tornou realidade.”

A mãe de Cleo, Ellie Smith, que havia feito inúmeros pedidos de ajuda para encontrar sua filha, postou no Instagram: “Nossa família está inteira novamente.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Com chuvas e secas extremas, mudanças climáticas forçam migração e deslocamentos na América Latina
Brasil pode ser um dos maiores beneficiados com mercado de carbono: mais de 70 países se comprometem a abandonar o uso de carvão
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play