Terça-feira, 23 de julho de 2024

Tempestade de inverno deixa ao menos 22 mortos e milhares sem energia nos Estados Unidos

Mais de 315 mil residências e empresas em todo o país ficaram sem energia na véspera de Natal, graças a uma explosão no Ártico e uma tempestade de inverno que derrubou linhas de energia com ventos destrutivos, neve pesada e temperaturas perigosamente baixas – condições que mataram pelo menos 22 pessoas.

O ar gelado continua nos EUA neste fim de semana de feriado, atingindo partes do norte do Centro-Oeste e do interior do Nordeste com neve pesada e condições de nevasca.

Particularmente na área de Buffalo, em Nova York, neve pesada e ventos fortes às vezes tornavam a visibilidade próxima de zero de sexta a sábado. No condado de Erie, que inclui Buffalo, as condições de nevasca devem continuar pelo menos até a manhã de domingo, disse o executivo do condado, Mark Poloncarz, a repórteres no sábado (24).

A tempestade de inverno pode continuar pelo menos nas próximas 36 horas, com o alerta de nevasca em vigor até as 7h da manhã de Natal, disse Poloncarz. “Esta ainda é uma situação de risco de vida”, disse ele. “Isso não é nada para se brincar”.

O vice-comissário de preparação para desastres e segurança interna do condado, Gregory Butcher, disse que a tempestade será significativa “nos próximos dias”.

Cerca de 500 motoristas ficaram presos em seus veículos no condado de Erie na noite de sexta para a manhã de sábado, e “algumas centenas” ainda podem estar presos, disse Poloncarz. Isso apesar de uma proibição de dirigir do condado implementada durante a tempestade.

A avó de Lia Belles, de 85 anos, e seu pai estavam entre os presos. Eles estão na Rota 198 do estado de Nova York, em Buffalo – a menos de um quilômetro de sua casa – desde a tarde de sexta-feira (23). O contato com eles é limitado devido à bateria do telefone, e eles ligam e desligam o aquecimento para economizar combustível.

“Não há nada mais que eu queira além da segurança deles agora”, disse Belles no sábado, acrescentando que seu pai poderia voltar para casa, mas nunca deixaria sua mãe sozinha. “Tentei caminhar até eles com um trenó, mas as condições sozinha eram simplesmente impossíveis”, disse ela.

Belles disse que no sábado à tarde eles conseguiram ajuda para destravar o carro, mas não havia caminho para eles saírem. “É muito estressante e difícil. Eles estão definitivamente exaustos, mas estamos vendo um pouco de esperança agora”, desabafou.

Nas áreas mais atingidas, muitas equipes de emergência que tentaram alcançar os encalhados ficaram presas, disse Poloncarz. “Não saia de casa”, disse Poloncarz no sábado para quem pensa em viajar para ou dentro da área.

“É muito mais seguro estar dentro de casa, mesmo que você perca sua potência com apenas 45 graus dentro, do que sair e lidar com menos 20 ventos frios e condições ofuscantes”.

Tropas da Guarda Nacional chegaram para “resgatar pessoas que estão presas em veículos” e para dar carona a trabalhadores médicos para que possam aliviar colegas que trabalham em hospitais há mais de um dia, disse Poloncarz.

No sábado, o bispo da diocese de Buffalo, Michael W. Fisher, pediu às igrejas que transmitissem a missa de Natal ao vivo por causa do clima severo. “Embora seja Natal, nessas condições perigosas, ninguém deve colocar a si mesmo ou aos outros em risco”, disse via Twitter.

Mesmo onde não estava nevando, as temperaturas e os ventos frios foram perigosamente baixos em grande parte do país. Os ventos frios após o nascer do sol na manhã de sábado ficaram abaixo de zero, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Rei Charles fala de luto e homenageia Elizabeth II em primeira mensagem de Natal
Movimento nos aeroportos do Brasil deve aumentar em 45% durante as festas de final de ano
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play