Sábado, 27 de novembro de 2021

Trecho 3 da Orla do Guaíba é o primeiro parque de Porto Alegre a contar com placas táteis para acessibilidade

Aberto ao público há exatamente um mês, o trecho 3 da Orla do Guaíba é o primeiro parque de Porto Alegre a contar com placas táteis para acessibilidade. O espaço tem 29 quadras poliesportivas e a maior pista de skate da América Latina.

Os três equipamentos, instalados na extensão do trecho, funcionam como uma ferramenta que permite ao deficiente visual a leitura de toda a composição do parque. Sua função é auxiliar o usuário a se locomover dentro do espaço. Os mapas gravados nas placas combinam textos em Braille e alto-relevo, em aplicações construídas em cores e texturas diferentes.

“A implantação do mapa contou com o trabalho minucioso da nossa equipe de projetos e obras para acessibilidade. Após uma longa procura por fornecedores, optamos por uma empresa de São Paulo, que tem hoje os melhores equipamentos deste tipo no país”, destaca o secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Pablo Mendes Ribeiro.

“A Orla trecho 3 foi pensada e executada para ser acessível a todos. Os mapas táteis são uma novidade iniciada na orla que será, a partir de agora, adotada em todas as grandes obras executadas por nós. Estamos investindo para fazer de Porto Alegre uma cidade de todos”, garante.

Segundo a coordenadora de Projetos e Obras para Acessibilidade da Smoi, Alda Gislaine, a confecção do mapa exigiu cuidados como a espessura, tamanho, forma e altura dos elementos.

“Houve o cuidado para que todas as informações possam orientar os usuários, não apenas em relação ao parque, mas também os situando dentro da cidade. Foram colocados, por exemplo, referências de localização do Guaíba, do Beira-rio, do Centro- Histórico e da Usina do Gasômetro”, conta.

Orla totalmente acessível

O trecho 3 da Orla foi projetado para ser totalmente acessível. Os passeios executados no parque foram feitos em blocos, medidos separadamente. Além das inúmeras rampas de acesso, dos corrimãos próximos à arquibancadas e das vagas reservadas no estacionamento, foi executada a rota tátil.

Esta rota é composta por piso podotátil de dois tipos, o direcional e o de alerta, utilizado para sinalizar obstáculos. Para a instalação do piso, foram executados 100 mil furos em toda a extensão do trecho. Ao todo, mais de R$ 550 mil foram investidos nas intervenções de acessibilidade.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Ministro da Economia nega que tenha evitado ir à Câmara dos Deputados para explicar movimentações financeiras
Senado analisa nesta terça-feira a recriação do Ministério do Trabalho
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play