Segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Brasília será primeira cidade do País com sinal 5G a partir desta quarta

A quinta geração de internet móvel – o 5G – será ativada em Brasília nesta quarta-feira (6), afirmou nesta segunda-feira (4) o conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Moreira.

Com isso, a capital federal será a primeira cidade do País a contar com a tecnologia.

Moreira preside e coordena o Gaispi, grupo criado pela Anatel para cuidar da implantação da internet 5G no Brasil na faixa de 3,5 gigahertz, a principal leiloada em novembro do ano passado. Também compõem o grupo as operadoras vencedoras do leilão e o Ministério das Comunicações.

“Hoje [segunda-feira] haverá uma reunião extraordinária do Gaispi, e na pauta está a ativação do 5G em Brasília para o dia 6 agora, quarta-feira”, afirmou Moreira.

“A EAF [entidade administradora de faixa] implantou todos os filtros necessários, fez testes no fim de semana todo, está tudo certo. Será aprovado, não há motivo para não aprovar”, completou.

Como faço para pegar o 5G?

Para ter acesso à internet 5G, a pessoa precisa ter um celular que venha com a tecnologia. Os aparelhos mais novos já vêm habilitados.

A princípio, de acordo com as operadoras de telefonia, não vai ser preciso que os clientes façam uma atualização do seu pacote de dados para acessar o 5G. Bastará que o celular tenha a função. Mas os detalhes comerciais ainda serão divulgados oficialmente.

Atualmente, há 67 modelos de celular com a tecnologia 5G certificados e homologados pela Anatel.

Prazos

Inicialmente, todas as capitais deveriam ter o 5G funcionando até 31 de julho, mas, devido a dificuldades logísticas para importação de equipamentos, o prazo foi estendido para 29 de setembro.

Brasília, porém, exigiu uma menor quantidade de equipamentos em comparação às demais cidades.

Moreira afirmou que a Siga Antenado, entidade criada pelas operadoras Claro, TIM e Vivo, vencedoras da faixa de 3,5GHz do leilão do 5G, já concluiu com sucesso as etapas necessárias para liberar o 5G na capital federal, incluindo a instalação de filtros para evitar interferência.

A Siga Antenado iniciou os trabalhos em junho e concluiu no começo de julho, informou Moreira. Segundo ele, testes foram feitos no fim de semana e os requisitos técnicos foram atingidos.

Demais capitais

No caso das demais capitais, ainda não há previsão de início do trabalho da chamada “limpeza” da faixa de 3,5 GHz, por onde será oferecido o sinal do 5G standalone (puro).

Atualmente, parte da faixa de 3,5 gigahertz (GHz) é ocupada também para transmissão do sinal da TV parabólica. Para não haver interferência, o sinal será transferido para outra banda (limpeza), o que demanda a instalação de filtros de proteção e a distribuição de kits de recepção do novo sinal das TVs parabólicas à população que tem direito.

O 5G oferecido hoje por algumas operadoras utiliza frequências de 4G e antenas 5G, ou seja, não é o 5G puro. Por isso, não é tão rápido quanto será a nova tecnologia.

De acordo com cronograma aprovado pela Anatel, a liberação da faixa de 3,5 GHZ para o 5G nas capitais deve acontecer até o fim de agosto, e a tecnologia precisa ser ativada até 29 de setembro. Para as demais cidades do país, o cronograma vai até 2029.

Quem faz o trabalho de instalação dos filtros e distribuição dos kits é a Siga Antenado, com recursos levantados pelas próprias operadoras de telefonia.

A distribuição dos kits na capital federal continuará, já que a conclusão não era etapa obrigatória para ativação do sinal.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Demanda por voos domésticos tem queda de 2,5% no Brasil em maio
Mais de mil prefeitos vão a Brasília contra PEC e propostas com impacto de até 250 bilhões de reais
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play