Segunda-feira, 15 de julho de 2024

“Cada um tem que pagar pelos crimes”, diz presidente da CBF sobre casos de Daniel Alves e Robinho

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, comentou nesta sexta-feira (22) as condenações dos ex-jogadores Daniel Alves e Robinho por estupro.

“Eu confio muito na justiça, confio muito mesmo. Ocorreu todo o processo legal, foi dada a chance do contraditório e saiu a condenação. Cada um precisa pagar pelo crime que cometeu. Conheço a família do Daniel Alves, é triste, mas cada um tem que pagar pelos seus crimes”, disse ao “Uol”.

Ednaldo está em Londres, onde acompanha a Seleção Brasileira masculina, que fará amistoso neste sábado (23) contra a Inglaterra.

O presidente prometeu ações da CBF contra a cultura do estupro e o machismo:

“Não adianta ter um panfleto de repúdio. Nós precisamos atuar, educar através de palestras e a criação de grupos de trabalho que atuem dentro da CBF”, declarou.

Antes de Ednaldo, o técnico da Seleção, Dorival Júnior, deu sua opinião sobre os casos. Ele lembrou que trabalhou no passado com Robinho, a quem chamou de “pessoa fantástica”. O técnico, porém, disse que olha “muito mais pelas vítimas”.

Horas antes, o lateral-direito Danilo, capitão da Seleção, também comentou sobre os episódios. Em sua fala, ele abordou o machismo na sociedade e o papel dos atletas. Por fim, o jogador pediu à CBF que promova um trabalho de conscientização dos jogadores, especialmente os jovens.

Na última quinta-feira (21), a chefe de delegação e presidente do Palmeiras, Leila Pereira, disse que os casos representam “um tapa na cara de todas nós mulheres.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Diretor da Polícia Federal aciona Supremo contra Mauro Cid por militar ter sugerido que foi coagido
Câncer afeta três membros da família real britânica ao mesmo tempo
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play