Domingo, 16 de junho de 2024

Com expectativa de crescimento de público, Fenasul e Expoleite prosseguem até domingo no Parque de Exposições em Esteio

Com 1,2 mil animais inscritos e uma programação que inclui concursos, avaliações, feiras, seminários e eventos técnicos, a 17ª Fenasul (Feira Nacional de Agronegócios do Sul) e a 44ª Expoleite prosseguem até este domingo (21) no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (Região Metropolitana de Porto Alegre), com entrada franca. A expectativa das entidades organizadoras é superar o público de 20 mil pessoas da edição passada.

A realização é da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi), Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul (Gadolando), Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag) e prefeitura de Esteio.

A abertura oficial foi realizada na quarta-feira (17), com a presença de diversas autoridades. Durante a solenidade, os organizadores anunciaram a data da próxima edição do evento: de 15 a 19 de maio de 2024, no mesmo local.

Nesta edição as raças inscritas incluem Holandês, Jersey, Gir, Girolando e Bubalinos, além de coelhos, cavalos e gado de corte. Simultaneamente à Fenasul Expoleite, está agendado o rodeio artístico de Esteio e, junto à Multifeira, a participação de 32 agroindústrias familiares.

O evento também conta com seminários técnicos promovidos pela Associação Gaúcha de Professores Técnicos de Ensino Agrícola (Agptea), a Feira de Terneiros da Farsul (com a venda de cerca de 500 animais) e shows, dentre outras atrações.

Com a palavra…

O titular da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi), Giovani Feltes, ressaltou que a Fenasul-Expoleite é a demonstração de força do agronegócio do Rio Grande do Sul:

“Trata-se de uma oportunidade para conhecer o melhor que temos do ponto de vista da genética e da produção agropastoril. O evento é importante também como espaço de convivência, congraçamento e eventos. Não podemos deixar de destacar que, nesta edição, ultrapassamos os 100 exemplares das duas raças mais conceituadas [Holandesa e Jersey].”

O prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal, ressaltou a projeção de crescimento do evento: “Em 2019, pensávamos em como dar um novo tamanho e um novo propósito para a Fenasul. Mas enfrentamos dois anos de pandemia. Felizmente, estamos celebrando essa conquista. Conseguimos triplicar a área de feira e o número de expositores, além de diversificar os produtos apresentados.”

Já o presidente da Associação dos Criadores de Gado Holandês (Gadolando), Marcos Tang, frisou a importância da mistura de campo e cidade no evento, por meio da participação dos agricultores familiares e produtores de leite, gado de corte, búfalos e pequenos animais. É bom prestigiar quem está trabalhando e precisa de um mínimo de lucro”.

Representado a Farsul, o diretor vice-presidente Domingos Velho Lopes, deu ênfase à qualidade genética do gado leiteiro exposto no parque: “O que vemos aqui não perde em qualidade para o que se vê em feiras por todos os rincões do mundo”.

Para o vice-presidente da Fetag-RS, Eugênio Zanetti, “o público tem no evento a oportunidade de conferir o que de melhor a agricultura e a pecuária gaúcha produzem, além de poder adquirir os excelentes produtos das agroindústrias familiares”.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Nova lei amplia em Porto Alegre o número de empresas que não precisam de alvará municipal
Presidente da Famurs defende alteração na lei sobre o ICMS destinado aos municípios
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play