Domingo, 19 de maio de 2024

Especialistas indicam estratégias para ampliar a sensação de segurança em Porto Alegre

Contratados pelo Banco Mundial para trabalhos de assistência técnica, especialistas do Instituto Cidade Segura (ICS) apresentaram à prefeitura de Porto Alegre um conjunto de estratégias para ampliar a sensação de segurança no Centro Histórico e no 4º Distrito (Zona Norte). A iluminação pública é um dos pilares do relatório, assim como melhorias em infraestrutura e desenvolvimento de espaços com múltiplos usos.

Dentre as medidas propostas, a aplicação do conceito de “metástase positiva” sobressaiu, indicando que intervenções pontuais por parte do poder público podem estimular uma transformação urbana ampla, melhorando a qualidade de vida dos porto-alegrenses.

No que se refere à iluminação, foi feita referência a um experimento de Nova York (Estados Unidos) que resultou em queda significativa nos crimes cometidos à noite.

Na mesma linha, apontou-se como decisivo o conceito de “rua completa”, que promove segurança e acessibilidade a todos os cidadãos, independente do meio de locomoção.

Além disso, o estímulo à “caminhabilidade” e a adoção do modelo de “cidade de 15 minutos” foram indicados como soluções para rezudir a dependência de veículos e aumentar a interação social e econômica nos bairros. A atenção à construção de espaços que atendam às necessidades de mulheres e crianças foi igualmente citada como ação para uma comunidade mais segura.

Outra medida apresentada foi a implementação de “fachadas ativas”, que promovem a ocupação dinâmica dos espaços urbanos, juntamente com a qualificação dos serviços públicos e a aplicação de princípios de prevenção de crimes através do design urbano (CPTED). “São estratégias-chave para revitalizar essas áreas”, avalia a prefeitura.

Metodologia

As propostas foram detalhadas durante durante reunião virtual nesta semana. Como base, os resultados de um levantamento do Instituto Pesquisas de Opinião (IPO) nas duas áreas da capital gaúcha em novembro do ano passado, por meio de um questionário aplicado durante dez dias e que teve 1,5 mil respostas.

A pesquisa faz parte de um projeto de revitalização do Centro Histórico e do 4º Distrito, vinculado ao programa de financiamento “Centro+4D”, atualmente em fase de captação pela Secretaria Municipal de Planejamento e Assuntos Estratégicos (SMPae) em parceria com o Banco Mundial e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

Coordenador-geral do programa “Centro+4D”, Glênio Bohrer ressalta: “As conclusões apresentadas após a análise das respostas do questionário proporcionam uma visão ampla e lúcida sobre a sensação de segurança nesses locais. Este feedback é essencial para fomentar o projeto de revitalização, proporcionando medidas assertivas para transformar essas regiões em áreas mais seguras, inclusivas e dinâmicas, reforçando o compromisso da administração com a segurança e o bem-estar dos cidadãos”.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Governo federal suspende bloqueio de benefícios do INSS por falta de prova de vida
Fiscalização em Porto Alegre recolhe motocicleta com mais de 300 multas vencidas
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play