Sábado, 13 de julho de 2024

Explosões matam mais de 70 pessoas durante procissão para túmulo de general no Irã

Duas explosões mataram pelo menos 73 pessoas que participavam, nesta quarta-feira (3), de uma procissão para o túmulo do general iraniano Qassem Soleimani na cidade de Kerman, na região central do Irã. O militar foi morto durante um ataque com drones dos Estados Unidos em Bagdá, no Iraque, em 2020.

Segundo autoridades locais, as vítimas fariam uma homenagem a Soleimani. O governo iraniano classificou as explosões como atentados terroristas. Dezenas de pessoas ficaram feridas.

A morte do general, que era uma das pessoas mais influentes do país do Oriente Médio, completou quatro anos nesta quarta e provocou uma onda de revolta contra os Estados Unidos. O general era o chefe de uma unidade especial da Guarda Revolucionária do Irã e um dos homens mais poderosos do país.

A operação que resultou na morte do militar foi ordenada pelo então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Na época, o Pentágono alegou que Soleimani estava por trás de mortes de soldados norte-americanos no Oriente Médio e planejava futuros ataques iranianos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Concurso da Petrobras tem inscrições suspensas; novo edital deve sair na semana que vem
Pelo menos 30 placas são recolhidas após chuva de terça-feira em Porto Alegre
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play