Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Governo brasileiro confirma a morte de gaúcho em Israel e “reitera absoluto repúdio a todos os atos de violência” no país

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil divulgou uma nota, na manhã desta terça-feira (10), na qual confirma e lamenta a morte do gaúcho Ranani Nidejelski Glazer em Israel. O óbito já havia sido informado à imprensa por familiares da vítima no dia anterior.

“O governo brasileiro tomou conhecimento, com profundo pesar, do falecimento do cidadão brasileiro Ranani Nidejelski Glazer, natural do Rio Grande do Sul, vítima dos atentados ocorridos no último dia 7 de outubro, em Israel. Ao solidarizar-se com a família, amigas e amigos de Ranani, o governo brasileiro reitera seu absoluto repúdio a todos os atos de violência, sobretudo contra civis”, afirmou o Itamaraty.

Nascido em Porto Alegre, Ranani tinha 24 anos. Ele estava em uma rave que foi atacada no sábado (7) pelo grupo extremista Hamas perto da Faixa de Gaza. O gaúcho morava em Tel Aviv havia sete anos. Ele trabalhava como entregador e tinha prestado serviço militar no país do Oriente Médio.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Inflação para o consumidor aumenta em Porto Alegre no início de outubro
“Condeno todos os atos de terrorismo”, diz o governador Eduardo Leite após morte de gaúcho em Israel
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play