Quarta-feira, 29 de junho de 2022

loader

Justiça manda Ciro Gomes entregar apartamento ao ex-senador Eunício Oliveira

Em decisão publicada no último dia 22 no Diário de Justiça de São Paulo, a juíza Paloma Moreira de Assis Carvalho determinou que Ciro Gomes (PDT) entregue apartamento arrematado em leilão para quitar indenização de dano moral em processo movido pelo ex-presidente e senador por Alagoas, Fernando Collor de Mello (Pros).

Quem arrematou o imóvel foi o ex-senador Eunício Oliveira (MDB) pelo valor de R$ 520 mil. No recurso que questionava o leilão, Ciro sustentou que a ação movida por Collor tinha vícios, nulidades e recursos pendentes.

Ao analisar o pedido, a magistrada apontou que não há provas suficientes para declaração de fraude à execução e tampouco demonstração de má-fé na aquisição do imóvel.

“Dessa forma, com vistas a findar o procedimento, entregando-se o bem ao arrematante de boa-fé, determino que seja resguardado o valor depositado para pagamento da Caixa Econômica Federal, a qual deverá informar nos autos dos embargos à execução, em trâmite na 7ª Vara Cível Federal de São Paulo, a realização do acordo. Com o trânsito em julgado da presente decisão, expeça-se a carta de arrematação ao arrematante Eunício Lopes de Oliveira”, escreveu a juíza.

O processo movido contra Ciro foi provocado por entrevista em que ele afirma que o ex-presidente Lula deveria ter chamado Collor de “playboy safado” e “cheirador de cocaína” nos debates eleitorais de 1989.

Em entrevista à revista Veja, Eunício afirmou que o imóvel estava barato e que o arrematou “só de sacanagem”. “O homem não administra nem o patrimônio dele, quer administrar o Brasil?”, provocou na ocasião.

Livro

O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) criticou, em mensagem no Twitter, o ex-juiz Sérgio Moro pelo lançamento de um livro de memórias nesta semana. Baseando-se em resumo publicado pelo jornal Folha de S.Paulo, Ciro diz que enxergou falsidade e hipocrisia no relato de seu provável adversário nas eleições de 2022.

Moro se filiou recentemente ao Podemos e se posiciona como eventual candidato para a presidência. Pesquisas recentes de intenção de votos mostram o ex-juiz disputando a terceira colocação com Ciro Gomes na corrida eleitoral.

“Todos que já conheciam Moro não se surpreenderão com esta podre exposição de motivos, mas é impossível que os demais brasileiros não fiquem chocados com tamanha hipocrisia e falsidade juntas”, diz Ciro Gomes.

“Se esta delação em busca de um prêmio já revira o estômago, imagine o asco que causaria as omissões do muito que não é contado no livro. Por estas e outras, reitero meu convite: “vamos debater, Moro? Por que se escondes, ex-juiz valentão?”, completou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Compras on-line: 59% dos brasileiros temem ter seus dados vazados
Bolsonaro envia ao Congresso projeto para abertura de crédito suplementar de R$ 889 milhões
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play