Terça-feira, 18 de junho de 2024

Lula volta a dizer que, se for eleito, vai intervir na política de preços da Petrobras

Luiz Inácio Lula da Silva voltou a afirmar que, se for eleito presidente da República neste ano, vai intervir na política de preços da Petrobras.

“Nós não vamos manter o preço da gasolina dolarizado. É importante que o acionista receba seus dividendos quando a Petrobras der lucro, mas eu não posso enriquecer o acionista e empobrecer a dona de casa, que vai comprar um quilo de feijão e paga mais caro por causa da gasolina”, escreveu Lula no Twitter na quinta-feira (03).

A Petrobras alega que a interferência na política de preços dos combustíveis pode levar a empresa à desestruturação, como ocorreu em governos anteriores. O presidente da estatal, Joaquim Silva e Luna, disse que a Petrobras não pode segurar os preços dos combustíveis. “A empresa trabalha em cima da legalidade, tem de praticar preços de mercado”, declarou.

As sucessivas altas nos valores da gasolina, do diesel e do gás de cozinha têm pressionado a inflação e diminuído o poder de compra das famílias.

“Na hora que o povo pobre tem recurso, ele vai para o supermercado comprar o que comer, não para o mercado financeiro comprar dólar. Com ele comprando mais, o comércio e a indústria vendem e empregam mais”, afirmou Lula no Twitter.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Presidente da Petrobras diz que a estatal não pode segurar os preços dos combustíveis
Acidente mata jovem e deixa duas pessoas gravemente feridas em Canoas
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play