Terça-feira, 23 de julho de 2024

Número de passageiros nos aeroportos cresce 15,3% em 2023; voos internacionais têm alta de 37%

O setor aéreo brasileiro encerrou 2023 com a movimentação de 112,6 milhões de passageiros, crescimento de 15,3% em relação ao ano anterior. Do total, 91,4 milhões foram em voos domésticos, com crescimento de 11,2%.

O aumento em voos internacionais foi ainda mais expressivo, com 37% de expansão, totalizando 21,2 milhões de passageiros transportados. Os dados foram apresentados nesta tarde pelo ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho.

Para o ministro, o aumento da movimentação indica que as ações do governo para o setor estão no sentido correto, ainda que tenha admitido os desafios para o barateamento das passagens.

O ministro também comentou sobre os dados de investimentos no setor. Em 2023, foram investidos R$ 187 milhões dos cofres públicos na aviação regional e outros R$ 1,2 bilhão pela iniciativa privada. A projeção é que estes montantes irão mais do que dobrar neste ano, com R$ 480 milhões de investimentos do governo e R$ 2,6 bilhões das companhias privadas.

Aeroportos

A AirHelp, que representa passageiros e registra reclamações de cancelamentos, atrasos e perda de bagagem, todos os anos faz uma análise de mais de 4 mil aeroportos em sua base de dados mundial para determinar os melhores desempenhos e os piores infratores. Os fatores levados em conta incluem pontualidade e feedback dos clientes sobre circulação pelo aeroporto, alimentação e opções de compras.

Quatro cidades brasileiras estão na lista dos 10 melhores aeroportos do mundo: Recife, Brasília, Belém e Belo Horizonte. O Japão tem três. Nos Estados Unidos, nenhum aeroporto estava entres os 10 mais, e apenas três entraram na lista dos 50 melhores: Minneapolis, Seattle e Detroit.

A pesquisa de 2023 reflete dados coletados de 1º de janeiro a 30 de setembro, com respostas de mais de 15.800 passageiros.

Os resultados apontam como melhor aeroporto do mundo o Muscat International, de Omã.

Em segundo e terceiro lugar, respectivamente, estão o Aeroporto Internacional de Recife-Guararapes, e o Aeroporto Internacional da Cidade do Cabo, na África do Sul.

Os aeroportos europeus não tiveram um desempenho muito melhor do que os americanos, com apenas nove deles incluídos nos Top 50, de acordo com a AirHelp. O Aeroporto de Bilbao, no norte da Espanha, ficou em primeiro lugar na Europa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Congresso tem 27 vetos presidenciais para analisar na volta do recesso parlamentar
Governo não irá se “deixar levar” por pressões e insistirá em discutir reoneração da folha de pagamento, afirmou ministro da Fazenda
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play