Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Pedido de impeachment do prefeito de Porto Alegre Sebastião Melo é protocolado na Câmara de Vereadores

A União das Associações de Moradores de Porto Alegre (Uampa) protocolou pedido de impeachment do prefeito Sebastião Melo na Câmara de Vereadores nesta quinta-feira (23).

Conforme o documento da Uampa, a ruptura do dique da Fiergs, na Zona Norte da Cidade e a desinformação do prefeito agravaram a situação, configurando quebra de confiança pública. O texto cita, ainda, alertas de engenheiros sobre a necessidade de manutenção nas Estações de Bombeamento e falhas críticas identificadas desde 2018.

Assinado por Brunno Mattos da Silva, secretário-geral da União, o documento se baseia “na negligência da Prefeitura no cuidado das Estações de Bombeamento e do sistema de drenagem urbana da cidade, e que causaram o maior desastre ambiental e climático da história de Porto Alegre”.

O pedido é endereçado ao presidente da Câmara, vereador Mauro Pinheiro (PL), que deverá apresentá-lo na sessão plenária da próxima segunda-feira, quando sua admissão na Casa deve ser votada.

Porto Alegre voltou a registrar ruas inundadas menos de uma semana depois de o nível do Guaíba ter baixado. A água alcançava a altura do joelho de moradores e trabalhadores das mais diversas regiões da cidade nesta quinta-feira (23). Após dias de trégua, a chuva voltou a atingir a cidade desde as primeiras horas do dia.

Conforme a Estação do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) no bairro Belém Novo, somente nesta quinta, foram contabilizados, às 16h, quase 130 milímetros, volume que ultrapassa o esperado para todo o mês de maio, que é de 112,8 milímetros.

Durante a tarde, as águas do Arroio Dilúvio atingiram a parte inferior das pontes que cruzam a Avenida Ipiranga. Uma creche foi evacuada por causa da inundação na zona sul da cidade. Bombeiros, voluntários e policiais resgataram, de botes, pelo menos oito crianças. Na região, idosos e moradores também precisaram ser resgatados por conta da força da água que atingia a cintura.

Segundo o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) da capital, uma das estações de bombeamento está funcionando de forma parcial no bairro. São essas bombas que fazem a sucção da água de volta para o Lago Guaíba.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

A leptospirose já matou quatro gaúchos desde o início das enchentes, cenário de risco para a doença
Prêmio da Mega-Sena acumula e vai a R$ 47 milhões
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play