Domingo, 07 de agosto de 2022

Polícia detém suspeito de ataque a tiros que deixou seis mortos nos Estados Unidos

Robert E. Crimo III, que era buscado em conexão com o ataque que deixou seis mortos e pelos menos 24 feridos nas comemorações do Dia da Independência, nesta segunda (4), nos Estados Unidos, foi detido, anunciaram aos autoridades em uma coletiva às 20h (21h em Brasília). Quando questionadas, as autoridades disseram que ainda descrevem Crimo como uma “pessoa de interesse” no caso Highland Park, no estado de Illinois, enquanto conduzem a investigação e tentam conectá-lo à cena do crime.

De acordo com Polícia de Highland Park, Crimo foi visto em seu carro por uma unidade policial do Norte de Chicago. Crimo fugiu quando a polícia tentou abordá-lo, levando a uma breve perseguição. O rapaz de 22 anos foi levado para o Departamento de Polícia de Highland Park.

Segundo informações de policiais do condado de Lake, Robert teria usado um rifle de grosso calibre para atirar no público que participava do desfile de 4 de Julho na cidade de Highland, que possui um pouco menos de 30 mil habitantes.

“Vamos superar isso”, diz Biden

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse que o país parece estar “retrocedendo” durante um discurso ao lado de fora da Casa Branca após o tiroteio.

“Sei que pode ser cansativo e perturbador, mas vamos superar tudo isso”, acrescentou Biden.

O presidente também fez um apelo para que a “América avance com ousadia e sem medo”, pois são uma “grande nação”.

Biden já havia emitido uma declaração por escrito dizendo estar em choque com o tiroteio e prometendo ajuda federal para a investigação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Putin parabeniza soldados russos e intensifica ataques na Ucrânia
China ordena confinamento de quase 2 milhões de pessoas por causa de surto de coronavírus
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play