Domingo, 05 de dezembro de 2021

loader

Quase 73% dos gaúchos adultos já completaram o esquema de imunização contra covid

Mais de 6,18 milhões de habitantes do Rio Grande do Sul já estão com o esquema vacinal completo. Divulgada nesta sexta-feira (22) pela Secretaria Estadual da Saúde (SES), a estatística abrange tanto os procedimentos de segunda dose de Coronavac, Oxford ou Pfizer, quanto as aplicações da injeção única do imunizante da Janssen.

Por segmento populacional, esse contingente abrange 72,8% dos jovens e adultos (a partir de 18 anos), 2,5% dos adolescentes (12 a 17 anos) e, em média, 57% de todos os habitantes dos 497 municípios gaúchos, que é de aproximadamente 11,3 milhões.

No caso específico da Janssen, as aplicações somam 301.844. Por fim, a dose de reforço já chegou aos braços de 301.844 gaúchos, em todos os 497 municípios, contemplando idosos, indivíduos com baixa imunidade e profissionais da área da saúde, conforme o cronograma de cada segmento e fármaco recebido anteriormente.

Para que seja possível atingir a imunidade coletiva no Estado, é necessário vacinar pelo menos 70% da população com as duas doses ou dose única, de acordo com projeção da SES. Mas isso precisa ser feito de forma homogênea entre municípios e faixas etárias. Conforme o governo gaúcho, o ideal é que o Estado atinja 90% de cobertura vacinal completa.

Primeira dose também avança

Em relação à primeira dose de qualquer uma das três vacinas de dupla etapa, são mais de 8,49 milhões de habitantes do Estado contemplados pela primeira dose, o que representa 93,4% dos maiores de idade, 57% dos adolescentes e 77,3% da população geral.

Os quantitativos, índices de cobertura e outros detalhes foram apurados no final da tarde e podem ser consultados na plataforma oficial de monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde (SES), com dados relativos a toda a campanha, iniciada em 19 de janeiro. Confira as atualizações em vacina.saude.rs.gov.br.

De acordo com o Palácio Piratini, o Rio Grande do Sul se mantém na vice-liderança nacional de imunização, se levado o índice de habitantes que receberam ao menos a primeira dose. A proporção de 77,3% só é superada pelo Estado de São Paulo, com 83,28%.

Estatística de cada fármaco

Quanto à cobertura vacinal pelos imunizantes ministrados em duas etapas, o predomínio de primeiras doses no Rio Grande do Sul é do fármaco de Oxford-Astrazeneca (43,7%). Em seguida aparecem a Pfizer-Comirnaty (29,7%) e a Coronavac-Butantan (26,5%).

Nos procedimentos de segunda injeção, no topo do ranking estadual também está a vacina de Oxford (50,3%), tendo como vice-líder a Coronavac (33%). O terceiro lugar é ocupado pela Pfizer (16,7%).

A Janssen (produzida na Suécia pela norte-americana Johnson & Johnson) – cuja introdução na campanha foi realizada no dia 26 de junho – chegou até agora a 301.844 braços, conforme já mencionado.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de coronavírus

Em uma estratégia que mudou do ataque para o afago, o presidente Jair Bolsonaro elogiou o senador Davi Alcolumbre
Ex-ministro de Temer será o novo secretário de Tesouro e Orçamento de Paulo Guedes
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play