Sábado, 13 de julho de 2024

Veja três dicas para evitar golpes no aplicativo do banco

A digitalização dos serviços bancários trouxe praticidade para a vida das pessoas, mas também uma nova preocupação. Golpes e invasões passaram a ser utilizados por criminosos para subtrair quantias cada vez mais volumosas em aplicativos de bancos instalados nos aparelhos móveis dos usuários.

Um levantamento realizado pela empresa PSafe mostra que, entre janeiro e julho de 2022, foram mais de cinco milhões de tentativas de golpes via aplicativo bancário, um aumento de 97% nos casos registrados como tentativas no mesmo período do ano passado.

Os dados reforçam que a precaução ainda é a melhor maneira de garantir que criminosos não tenham acesso à conta corrente diretamente do celular. Caso o golpista consiga realizar o login, é necessário dificultar transações e até empréstimos.

Para entender a melhor forma de proteger o aparelho, Tiago Drumond, especialista em segurança cibernética e analista de tecnologia da ioasys, empresa especializada em criar soluções digitais; e Vinícius Oliverio, cofundador da Urmobo, startup referência em gerenciamento de dispositivos móveis, listam três dicas práticas para evitar tentativas de golpes e incômodos que acabam saindo muito caro. Confira a seguir:

Habilitar senhas – Segundo Tiago Drumond, a melhor forma de evitar que ladrões façam empréstimos ou operações em aplicativos de bancos é manter o smartphone com dispositivos de segurança ativos. “Mesmo que os bancos construam soluções que tragam mais comodidade, é preciso evitar os serviços ‘sem senha’. Minha dica de segurança é habilitar e manter as senhas para todas as operações bancárias, além de instalar, quando possível, uma segunda forma de acesso, como código no e-mail ou a própria digital, além da numérica”, afirma.

Evitar aplicativos desconhecidos – Para Vinícius Oliverio, o usuário precisa ter em mente que a internet contém muitas opções para golpes. “Algo importante para evitar golpes é não realizar a instalação de aplicativos de fontes desconhecidas, pois, ao evitar fazê-lo, há uma melhora na segurança do equipamento à medida que a probabilidade de um aplicativo em seu dispositivo ser malicioso é menor”, explica.

Criar uma pasta segura – Outro ponto de atenção é a utilização de uma configuração chamada Pasta Segura. “Manter os aplicativos de banco em uma pasta segura que solicite senha para acesso, diminui a probabilidade de um golpe deste tipo, pois mesmo com o dispositivo desbloqueado o acesso ao aplicativo de banco irá necessitar de uma senha a mais”, destaca Vinícius Oliverio.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Mundial do Catar já é conhecida como a Copa das zebras; entenda a origem do termo
Tecnologia 5G vai aumentar procura por segurança digital
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play