Segunda-feira, 04 de julho de 2022

loader

Em quase 19 meses de pandemia, coronavírus já custou 34.953 vidas no Rio Grande do Sul

Já sem os efeitos da subnotificação de dados que acontece a cada fim de semana, o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (5) pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) acrescentou 1.982 testes positivos e mais 34 óbitos pela doença, ampliando assim para 1.443.135 o número de contágios conhecidos no Rio Grande do Sul. Já o contingente de gaúchos mortos pela covid até agora é de 34.953.

Dentre os infectados em quase 19 meses de pandemia, ao menos 1.399.878 (97%) já se recuperaram, em todos os 497 municípios gaúchos. Outros 8.208 (1%) são considerados casos ativos (em andamento), o que abrange desde os assintomáticos em quarentena domiciliar até casos graves atendidos em hospitais. 

A taxa média de ocupação das unidades de terapia intensiva (UTIs) por adultos estava em 59,1% no início da noite, onforme o painel de monitoramento covid.saude.rs.gov.br. Esse índice resulta da proporção de 1.951 pacientes para um total de 3.301 leitos da modalidade em 301 hospitais. Já o total de hospitalizações pela doença em quase 19 meses de pandemia é de 110.041 (8%).

Perdas humanas

Confira, a seguir, as novas perdas humanas relatadas pelo balanço oficial. A lista está em ordem crescente conforme a idade das vítimas, em uma faixa que vai de 44 a 92 anos. A lista também menciona o gênero (masculino ou feminino) e o município de residência (e não onde foi registrado o óbito).

– Eldorado do Sul (mulher, 44 anos);
– Pelotas (mulher, 46 anos);
– Pelotas (mulher, 47 anos);
– São Leopoldo (homem, 47 anos);
– Canoas (homem, 52 anos);
– Bom Princípio (mulher, 59 anos);
– São Gabriel (mulher, 64 anos);
– Caxias do Sul (mulher, 65 anos);
– Caxias do Sul (homem, 65 anos);
– Farroupilha (mulher, 68 anos);
– Novo Hamburgo (homem, 69 anos);
– Novo Hamburgo (homem, 69 anos);
– Pelotas (mulher, 70 anos);
– Viamão (mulher, 70 anos);
– São Luiz Gonzaga (mulher, 71 anos);
– Canoas (mulher, 72 anos);
– Porto Alegre (homem, 72 anos);
– Porto Alegre (homem, 74 anos);
– Santo Ângelo (mulher, 74 anos);
– Alvorada (mulher, 75 anos);
– Novo Hamburgo (homem, 76 anos);
– Pelotas (mulher, 76 anos);
– Canoas (mulher, 78 anos);
– Caxias do Sul (mulher, 78 anos);
– Farroupilha (mulher, 78 anos);
– Canoas (homem, 80 anos);
– Dois Irmãos (homem, 80 anos);
– Novo Hamburgo (homem, 80 anos);
– Agudo (mulher, 82 anos);
– Porto Alegre (homem, 84 anos);
– Roca Sales (mulher, 87 anos);
– Uruguaiana (mulher, 88 anos);
– Viamão (homem, 91 anos);
– Caxias do Sul (homem, 92 anos).

De todas as 497 cidades gaúchas, apenas uma não registra até agora qualquer óbito por covid. É Novo Tiradentes, localizada na Região Norte do Estado e que acumula 121 testes positivos desde o começo da pandemia, sem novos casos desde a semana passada.

Andamento da ofensiva de vacinação

Já no que se refere à aplicação de vacinas contra o coronavírus, mais de 8,29 milhões de habitantes do Estado receberam a primeira dose. Por segmento populacional, a cobertura é de 92,5% dos gaúchos a partir de 18 anos, 43,2% dos adolescentes (12 a 17 anos) e 75,6% da população geral (11,37 milhões).

O esquema completo de vacinação, por sua vez, abrange até agora mais de 5,52 milhões de indivíduos – seja quem recebeu duas doses para fármacos com esse sistema ou os contemplados pela vacina da Janssen (apenas uma injeção). Com isso, estão imunizados 65,4% dos adultos residentes no Estado, 0,9% dos adolescentes e 51,2% do total.

No caso específico da Janssen, as aplicações somam 301.511. Por fim, a dose de reforço já chegou aos braços de 101.738 gaúchos, em todos os 497 municípios. A informação consta na base de dados da Secretaria Estadual da Saúde, atualizada diariamente por meio das redes sociais e de link específico no site estado.rs.gov.br.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de coronavírus

Uruguai cobra apoio do Brasil a conversas bilaterais com China, e crise do Mercosul se agrava
Reabertura das fronteiras de Portugal aos voos de turismo do Brasil já impulsiona uma nova onda de imigração
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play