Quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Putin repete afirmação de que a invasão da Ucrânia era necessária para defender a Rússia

O presidente russo, Vladimir Putin, começou seu discurso à Assembleia Federal com uma frase familiar: “A Rússia não tinha escolha a não ser atacar a Ucrânia”.

Ele afirmou que o Ocidente estava se preparando para transformar a Ucrânia em uma plataforma de lançamento repleta de armas para atacar o país, o que significa que Moscou tinha que agir antes que pudesse fazê-lo.

Isso ecoa seu discurso de 24 de fevereiro do ano passado, quando ele argumentou que a Rússia não tinha escolha a não ser usar a força contra a Ucrânia.

“Eles não nos deixaram nenhuma outra opção para defender a Rússia e nosso povo, além da que somos forçados a usar hoje”, disse ele.

“Nestas circunstâncias, temos que tomar medidas ousadas e imediatas. As repúblicas populares de Donbass pediram ajuda à Rússia”.

Nesta terça-feira (21), Putin também repetiu a alegação de que a Ucrânia estava pressionando para obter armas nucleares, e dobrou sua visão da invasão como uma ação defensiva preventiva.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Parceria entre Lula e o governador de São Paulo em tragédia no Estado vira munição política para petistas e bolsonaristas
Tribunal Superior do Trabalho abre edital para cadeiras de R$ 6 mil
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play