Terça-feira, 05 de julho de 2022

loader

Sandy sobre seu paladar restrito: “É possível comer comida boa sem alho e cebola”

Durante a pandemia, Sandy encarou um desafio diferente de sua rotina de composições, estúdio e shows. A cantora foi para a cozinha da casa em que vive com o marido, Lucas Lima, e o filho, Theo, de 7 anos, para preparar os mais diversos pratos.

“Eu amo cozinhar e sempre que faço comida, as pessoas elogiam. Eu tenho uma certa intuição, mas tenho muita pouca prática. São raras às vezes em que vou para cozinha. Quando vou é para improvisar algo rapidão para o jantar. Eu chego e já está tudo cortadinho porque tenho ajuda em casa. Não sei cortar as coisas. Tive que aprender essa parte também”, relembra. “Sou um pouco estabanada. Teve um dia em que me cortei e me queimei, mas nada grave. Foi logo no começo e já me batizou (risos).”

A experiência aconteceu durante as gravações do programa Sandy + Chef, da HBO Max, que estreia no dia 11 de novembro. Ela, que recebia orientações de receitas via chamada de vídeo de renomados chefs como Paola Carosella, Murakami, Lili Almeida, Thiago Castanho, Renata Vanzetto e João Diamante, muitas vezes terminou as gravações um pouco tensa.

“Modéstia à parte, aprendo rápido, mas é desafiador por ser a primeira vez. O desafio maior foi fazer à distância. Quando a pessoa está do seu lado te ensinando, você consegue ver pelo ângulo que quiser, ela pode pegar na sua mão para te mostrar… À distância tem o delay, não dá para ver o que outro está fazendo, tem os contratempos com internet… Eu saía muito cansada [das gravações] de tanto nervoso que passava”, explica.

A cantora conta que, por ter um paladar mais restrito, desafiou os profissionais a criarem receitas com pouco ou sem alho e cebola, temperos que ela evita em sua casa.

“Tem várias coisas que não como. Detesto pimentão e não como carnes estranhas, principalmente frutos-do-mar. Como peixe-branco, camarão, lagosta, casquinha de siri, mas não como polvo, lula, ostra e mexilhão… Tenho algumas restrições também. Não gosto e tenho intolerância ao alho. Foi um desafio para os chefs. Mas eu sou testemunha de que é possível comer comida boa sem alho e cebola. Em casa não uso cebola quase nunca e alho nunca! Tem muitas opções de tempero para deixar a cozinha maravilhosa. Aqui em casa uso ervas, especiarias e pouco sal. É bom porque fica mais saudável. Além disso, as especiarias e ervas têm propriedades medicinais”, conta.

Sandy também abriu mão de algumas de suas restrições e mudou sua opinião. “Passei uma lista das coisas que eu não como, mas acabei experimentando coisas que eu não costumo comer no meu dia a dia. Aprendi que dá para experimentar coisas que a gente, teoricamente, não gosta, se for feito de um jeito bacana. Dá para comer quase qualquer coisa, mesmo com paladar exigente. Não gosto de peixe de rio, mas o chef fez de um jeito que comi lambendo os dedos. Minha família também amou”, orgulha-se.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Celebridades

Neymar volta ao Brasil e dá festão de Halloween em São Paulo
Russell Crowe posa em locação de “Gladiador” 22 anos depois
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play