Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Tribunal preservou a soberania popular e honrou o voto de quase 2 milhões de paranaenses, diz senador Sérgio Moro

O senador Sérgio Moro (União Brasil-PR) disse que o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) preservou a soberania popular e honrou o voto de quase 2 milhões de paranaenses ao rejeitar sua cassação nesta terça-feira (9).

As ações da Federação Brasil da Esperança (PT/PCdoB/PV) e do PL, que acusam Moro de abuso de poder econômico na eleição de 2022, foram rejeitadas por 5 a 2 na Corte eleitoral paranaense.

“O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, em julgamento técnico e impecável, rejeitou as ações que buscavam a cassação do mandato de senador que me foi concedido pela população paranaense. Na data de hoje, o tribunal representa um farol para a independência da magistratura frente ao poder político”, afirmou Moro.

“Juízes, desde que independentes e sujeitos apenas a lei, são a garantia da liberdade. A independência da magistratura, nas palavras do grande Ruy Barbosa, patrono, aliás, do Senado Federal, constitui a alma e o nervo da liberdade. O TRE preservou a soberania popular e honrou os votos de quase 2 milhões de paranaenses”, prosseguiu.

De acordo com Moro, as ações estavam “repletas de mentiras e teses jurídicas sem o menor respaldo”.

O parlamentar afirmou que sua campanha seguiu estritamente as regras e que as “despesas foram todas registradas” com os adversários “as inflando artificialmente e invocaram inexistente abuso de poder econômico”.

Em sua opinião, o caso não passa de “oportunismo” e retaliação contra “o combate a corrupção feito na operação Lava-Jato”.

Após o julgamento no TRE-PR, as partes – acusação ou defesa – ainda podem recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os efeitos da decisão só são aplicados depois que o TSE analisar o caso, após ser provocado por eventual recurso.

Os advogados de PT e PL já disseram que devem recorrer da decisão.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Ida de Bolsonaro à embaixada da Hungria não configura busca por asilo político
Comissão de Segurança da Câmara, reduto bolsonarista, aprova apoio a Elon Musk em maio a embates com o ministro Alexandre de Moraes
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play