Domingo, 19 de maio de 2024

40ª Expoargs contabiliza mais de R$ 1,5 milhão em vendas no Rio Grande do Sul

Em sua 40ª edição, a Expoargs (Exposição de Artesanato do Rio Grande do Sul) comercializou 25.921 peças, que somaram R$ 1.592.609,13. A maior feira gaúcha do setor – que ocorreu de 26 de agosto a 3 de setembro, no Pavilhão do Artesanato do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio – contou com a participação de 196 artesãos expositores em 118 estandes. O evento ocorreu de forma simultânea à 46ª Expointer.

Artesãos de 54 municípios participaram na exposição e comercialização de produtos de artesanato de diversas matérias-primas. Os maiores valores de comercialização referem-se à venda de artigos de cutelaria, pelegos e peles; artigos de couro típico regional (couro trançado para montaria); artigos de madeira; calçados e adereços de couro bovino (alpargatas, chinelos campeiros, chapéus, boinas, aventais, bolsas); tapetes de couro/pele; artigos de metal; esculturas em argila (de animais do campo); e artigos de lã de ovelha. Já as peças mais vendidas foram itens em biscuit (enfeites de cuia), artigos em couro (chinelos campeiros, alpargatas) e artigos de madeira.

Nesta edição, um dos destaques foram as oficinas dos saberes e fazeres artesanais. Durante todo o período de realização da Expointer, o público conheceu um pouco mais da cultura local ao contemplar a confecção de peças pelos artesãos expositores.

“A promoção das demonstrações de técnica artesanal foi muito positiva para público e para os artesãos. Presenciamos pessoas emocionadas e impressionadas, seja por reencontrarem práticas das suas avós (como a fiação em lã de ovelha e a tecelagem), seja pela oportunidade de observar a confecção de peças artesanais (como facas, esporas e pinturas)”, destacou a coordenadora do Programa Gaúcho de Artesanato, Luciana Pêss.

Edição anterior

A edição do ano passado contabilizou a comercialização de 25.054 peças, que somaram R$ 1.533.108,05 em vendas. Itens de couro trançado, lã, cutelaria, argila e produtos típicos gaúchos foram os mais vendidos na ocasião.

Programa Gaúcho do Artesanato

O Programa Gaúcho do Artesanato é desenvolvido pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social, instituição vinculada à Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Profissional.

O programa incentiva a profissionalização e fomenta a atividade artesanal com políticas de formação, qualificação e apoio à comercialização. É responsável pela emissão da Carteira de Artesão, que viabiliza a isenção de ICMS para a circulação de produtos, a emissão de notas fiscais e a exportação de produtos como pessoa física, além da participação de exposições e feiras para comercialização dos produtos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Setores beneficiados pela desoneração não são os maiores empregadores, mostra Ipea
Aprovadas publicação do edital de concessão do Cais Mauá e futura licitação do transporte metropolitano
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play